A REGULAMENTAÇÃO DO DIREITO AO ESQUECIMENTO NA LEI DO MARCO CIVIL DA INTERNET E A PROBLEMÁTICA DA RESPONSABILIDADE CIVIL DOS PROVEDORES

A REGULAMENTAÇÃO DO DIREITO AO ESQUECIMENTO NA LEI DO MARCO CIVIL DA INTERNET E A PROBLEMÁTICA DA RESPONSABILIDADE CIVIL DOS PROVEDORES

Autores

  • Alexandre Freire Pimentel
  • Mateus Queiroz Cardoso

Resumo

THE REGULATION OF THE RIGHT TO OBLIVION BY THE LAW OF THE CIVIL RIGHTS FRAMEWORK FOR INTERNET AND THE ISSUE OF THE PROVIDER’S CIVIL LIABILITY

RESUMO: O presente artigo aborda o problema do direito ao esquecimento a partir da análise do direito comparado e da nova lei do marco civil da Internet, a qual, além de assegurar o direito ao esquecimento, regulamenta a responsabilidade civil dos provedores.

PALAVRAS-CHAVE: Direito ao esquecimento; marco civil da Internet; responsabilidade dos provedores.

ABSTRACT: This article addresses the issue of the right to oblivion from the analysis of comparative law and the new Brazilian Law of the Civil Rights Framework for Internet, which, besides to ensure the right to be forgotten, regulates the civil liability of providers.

KEYWORDS: right to oblivion; civil rights framework for internet; liability of providers.

SUMÁRIO: Notas introdutórias: a Internet e o direito ao esquecimento; 1 Do conflito entre os direitos da personalidade e o direito à informação; 2 O direito ao esquecimento no direito comparado; 3 A lei brasileira do Marco Civil da Internet e o direito ao esquecimento; Referências.

SUMMARY: Introductory notes to the internet and the right to oblivion; 1 The conflict between personality rights and the right to information; 2 The right to oblivion in the comparative law; 3 The Brazilian law of the Civil Rights Framework for Internet and the right to oblivion; References.

Referências

AFFORNALI, Maria Cecília Naréssi Munhoz. Direito à própria imagem. Curitiba: Juruá, 2003.

BAUMAN, Zygmunt. Modernidade líquida. Trad. Plínio Dentzien. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

BAZELON, Emily. How to stop the Bullies. Disponível em: <http://www.theatlantic.com/>. Acesso em: 11 nov. 2013.

CARVALHO, Luiz Gustavo Grandinetti Castanho de. Liberdade de informação e o direito difuso à informação verdadeira. Rio de Janeiro: Renovar. 2003.

CENEVIVA, Walter. Informação e privacidade. XVIII Conferência Nacional dos Advogados: Cidadania, Etica e Estado. Salvador, 2002. Anais. Brasília: OAB, 2003.

FARIAS, Edilsom Pereira de. Colisão de direitos. 2. ed. Porto Alegre: Sergio Antonio Fabris, 2000.

GIBSON, Megan. Repairing your damage online reputation: when is it time to call the experts? Disponível em: <http://content.time.com>. Acesso em: 22 out. 2013.

LEVY, Pierre. Cybercultura. Trad. Carlos Irineu da Costa. São Paulo: Editora 34, 1999.

MANSON, Melanie; MCGREEVY, Patrick. Brown OKs bill allowing minors to delete embarrassing Web posts. Disponível em: <http://www.latimes.com>. Acesso em: 11 nov. 2013.

MAYER-SCHONBERGER, Viktor. Delete: the virtue of forgetting in the digital era. Princeton: Princeton University Press, 2009.

NOVELINO, Marcelo. Direito constitucional. São Paulo: Método, 2008.

NUNES, Gustavo Henrique Schneider. O direito à liberdade de expressão e direito à imagem. Disponível em: <http://www.flaviotartuce.adv.br/artigosc/Gustavo_imagem.doc>. Acesso em: 1º nov. 2013.

ROSEN, Jefrrey. Internet means the end of forgetting. Disponivel em: <http://www.nytimes.com>. Acesso em: 8 out. 2013.

SANTOS, Gustavo Ferreria. O princípio da proporcionalidade na jurisprudência do Supremo Tribunal Federal. Limites e possibilidades. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2004.

SARMENTO, Daniel. A ponderação de interesses na Constituição Federal. 1. ed. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2002.

ZAGREBELSKY, Gustavo. El derecho dúctil. Madrid: Trotta, 1997.

Downloads

Como Citar

PIMENTEL, A. F.; CARDOSO, M. Q. A REGULAMENTAÇÃO DO DIREITO AO ESQUECIMENTO NA LEI DO MARCO CIVIL DA INTERNET E A PROBLEMÁTICA DA RESPONSABILIDADE CIVIL DOS PROVEDORES. Revista da AJURIS - QUALIS A2, [S. l.], v. 42, n. 137, p. 45–62, 2015. Disponível em: https://revistadaajuris.ajuris.org.br/index.php/REVAJURIS/article/view/376. Acesso em: 3 mar. 2024.

Edição

Seção

DOUTRINA NACIONAL
Loading...