UMA HERMENÊUTICA RETÓRICA, EM DIREÇÃO AO CONTROLE PÚBLICO DA LINGUAGEM

UMA HERMENÊUTICA RETÓRICA, EM DIREÇÃO AO CONTROLE PÚBLICO DA LINGUAGEM

Autores

Resumo

A RHETORICAL HERMENEUTICS, TOWARDS PUBLIC CONTROL OF LANGUAGE

ÁREA(S): teoria do direito; retórica jurídica; filosofia do direito.

RESUMO: O presente artigo tem como objetivo explicar e propor uma hermenêutica jurídica a partir da retórica. Para isso, em um primeiro momento, apresenta-se a hermenêutica como um dos “constrangimentos” do direito dogmaticamente organizado. Em um segundo instante, explica-se como ela era compreendida pelo positivismo jurídico do século XIX. E, a seguir, discorre-se sobre a compreensão de Hans-Georg Gadamer e a sua hermenêutica filosófica. Para, ao final, propor uma hermenêutica retórica para institucionalização do controle público da linguagem.

ABSTRACT: The present article aims to explain and propose a legal hermeneutics based on rhetoric. For this, in a first moment, hermeneutics is presented as one of the “constraints” of the dogmatically organized law. In a second moment, it is explained how it was understood by the legal positivism of the 19th century. And then, the understanding of Hans-Georg Gadamer and his philosophical hermeneutics is discussed. Finally, a rhetorical hermeneutics is proposed for the institutionalization of the public control of language.

PALAVRAS-CHAVE: hermenêutica jurídica; hermenêutica metodológica; hermenêutica filosófica; hermenêutica retórica.

KEYWORDS: legal hermeneutics; methodological hermeneutics; philosophical hermeneutics; rhetorical hermeneutics.

SUMÁRIO: Introdução; 1 A hermenêutica como um dos modelos dogmáticos; 2 A hermenêutica metodológica do positivismo jurídico do século XIX; 3 A hermenêutica filosófica proposta por Hans-Georg Gadamer; Conclusão: hermenêutica retórica e institucionalização do controle da linguagem; Referências. 

SUMMARY: Introduction; 1 Hermeneutics as one of the dogmatic models; 2 The methodological hermeneutics of 19th century legal positivism; 3 The philosophical hermeneutics proposed by Hans-Georg Gadamer; Conclusion: rhetorical hermeneutics and the institutionalization of language control; References.

Biografia do Autor

Bernardo Montalvão Varjão de Azevêdo, Faculdade de Ciências Sociais da UFBA (Universidade Federal da Bahia).

Pós-doutorando em Retórica jurídica junto à Faculdade de Direito de Vitória (ES), sob a orientação do Professor Doutor João Maurício Adeodato. Doutorando (aluno especial) em Sociologia pela Faculdade de Ciências Sociais da UFBA (Universidade Federal da Bahia). Doutor em Direito pela Faculdade de Direito da UFBA (Universidade Federal da Bahia). Mestre em Direito Público pela UFBA (Universidade Federal da Bahia). Pós-Graduado Lato Sensu em Ciências Criminais pela Fundação Faculdade de Direito vinculada ao Programa de Pós-Graduação da UFBA. Graduado em Direito pela Universidade Católica do Salvador - UCSAL. Analista Previdenciário lotado na Procuradoria Federal Especializada do INSS. Professor-Adjunto III da Faculdade de Direito da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Autor de obras nas searas da Filosofia do Direito e do Processo Penal. (Texto informado pelo autor)

João Maurício Adeodato, Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo

Mestre, Doutor e Livre-Docente pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, Professor Convidado e Pesquisador da Fundação Alexander von Humboldt, Ex-Professor Titular da Faculdade de Direito do Recife, Professor das Faculdade de Direito de Vitória e da Universidade Nove de Julho e Pesquisador 1-A do CNPq.

Referências

ADEODATO, J. M. O esvaziamento do texto e o controle das decisões jurídicas. Revista Direito e Práxis, Rio de Janeiro, v. 12 (2), p. 915-944, Apr./Jun. 2021. DOI: https://doi.org/10.1590/2179-8966/2020/47097.

ADEODATO, J. M. Introdução ao estudo do direito – Retórica realista, argumentação e erística. Rio de Janeiro: Forense, 2023.

ADEODATO, J. M. Uma teoria retórica da norma jurídica e do direito subjetivo. São Paulo: Noeses, 2011.

ADEODATO, J. M. Ética e retórica: para uma teoria da dogmática jurídica. 2. ed. São Paulo: Saraiva, 2006.

ADEODATO, J. M. Sobre um direito subdesenvolvido. Revista do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, Brasília: OAB, n. XXI, p. 71-88, 1989.

AZEVÊDO, B. M. V. Da retórica dos meios de comunicação à retórica jurídica. Revista Ajuris, Porto Alegre, v. 48, n. 151, 2021. Disponível em: http://ajuris.kinghost.net/OJS2/index.php/REVAJURIS/article/view/1224. Acesso em: 29 maio 2023.

BOBBIO, N. O positivismo jurídico – Lições de filosofia do direito. Tradução: Márcio Pugliesi, Edson Bini e Carlos E. Rodrigues. São Paulo: Ícone, 1995.

COMPARATO, F. K. Ética – Direito, moral e religião no mundo moderno. 2. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2006.

DERRIDA, J. Força de lei – O fundamento místico da autoridade. Tradução: Leyla Perrone Moisés. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

EMPÍRICO, S. Contra os gramáticos. 1. ed. Tradução: Rafael Huguenin, Rodrigo Pinto de Brito. São Paulo: Unesp, 2015.

ENGISCH, K. Introdução ao pensamento jurídico. 6. ed. Tradução: João Baptista Machado. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1988.

FERRAZ JR., T. S. Introdução ao estudo direito: técnica, decisão e dominação. São Paulo: Atlas, 2015.

GADAMER, H.-G. Verdade e método I – Traços fundamentais de uma hermenêutica filosófica. Tradução: Flávio Paulo Meurer. Petrópolis/RJ: Vozes, Bragança Paulista/SP: Universitária São Franscisco, 1997.

GADAMER, H.-G. Verdade e método II – Complemento e índice. Tradução: Ênio Paulo Giachini. Revisão da tradução: Márcia Sá Cavalcante Schuback. Petrópolis/RJ: Vozes, Bragança Paulista/SP: Universitária São Franscisco, 2002.

LARENZ, K. Metodologia da ciência do direito. 3. ed. Tradução: José Lamego. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1997.

LAUSBERG, H. Elementos de retórica literária. 5. ed. Tradução: R. M. Rosado Fernandes. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2004.

LUHMANN, N. O direito da sociedade. Tradução: Saulo Krieger. São Paulo: Martins Fontes, 2016.

MACHADO NETO, A. L. Compêndio de introdução à ciência do direito. 6. ed. São Paulo: Saraiva, 1988.

MONTESQUIEU. Do espírito das leis. Tradução: Jean Melville. São Paulo: Martin Claret, 2003.

REHBINDER, M. Sociologia do direito. Tradução: Márcio Flávio Mafra Leal. São Paulo: Saraiva, 2017.

SAVIGNY, F. C. v. Metodologia jurídica. 1. ed. Tradução: Heloísa da Graça Buratti. São Paulo: Rideel, 2005.

VATTIMO, G. O fim da modernidade – Niilismo e hermenêutica na cultura pós-moderna. Tradução: Eduardo Brandão. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

VESTING, T. Autopoiese da comunicação do direito? O desafio da teoria dos meios de comunicação. Disponível em: http://revistas.unisinos.br/index.php/RECHTD/article/view/rechtd.2014.61.01/4129#. Acesso em: 9 dez. 2020.

VESTING, T. Teoria do direito: uma introdução. Tradução: Gercélia B. de O. Mendes. São Paulo: Saraiva, 2015.

Publicado

2023-08-22

Como Citar

AZEVÊDO, B. M. V. de; ADEODATO, J. M. UMA HERMENÊUTICA RETÓRICA, EM DIREÇÃO AO CONTROLE PÚBLICO DA LINGUAGEM. Revista da AJURIS - QUALIS A2, [S. l.], v. 50, n. 154, p. 13–30, 2023. Disponível em: https://revistadaajuris.ajuris.org.br/index.php/REVAJURIS/article/view/1349. Acesso em: 23 jul. 2024.

Edição

Seção

DOUTRINA NACIONAL
Loading...