PROTEÇÃO DA BOA-FÉ SUBJETIVA

PROTEÇÃO DA BOA-FÉ SUBJETIVA

Autores

  • Ruy Rosado de Aguiar Júnior

Resumo

THE PROTECTION OF THE SUBJECTIVE GOOD FAITH

RESUMO: O Código Civil refere, em mais de uma passagem, à boa-fé subjetiva. Como o novo Código introduziu no ordenamento civil o princípio da boa-fé objetiva, a doutrina passou a dedicar sua principal atenção a esse instituto. Daí a conveniência de retomar o estudo da boa-fé subjetiva, para distingui-la da boa-fé objetiva, definir sua natureza jurídica e explicitar as diversas situações em que se apresenta. Nesse propósito, ainda cabe a tentativa de estabelecer um princípio geral da boa-fé subjetiva em conformidade com os princípios da aparência e da confiança. 

PALAVRAS-CHAVE: Boa-fé objetiva; boa-fé subjetiva; princípio da confiança; princípio da aparência. 

ABSTRACT: In more than one occasion the Civil Code refers to the subjective good faith. As the new Civil Code has introduced the principle of objective good faith in the civil legal system, the doctrine has begun to devote its main attention to such institute. Hence the convenience of summarizing the study of subjective good faith, so as to distinguish it from the objective good faith, to define its legal nature, and to explain the various situations in which it appears. In this regard, it is still opportune the attempt to establish a general principle of subjective good faith, in accordance with the principles of appearance and confidence. 

KEYWORDS: Objective good faith; subjective good faith; principle of confidence; principle of appearance.

Referências

ABRÃO, Carlos Henrique. Contra-ordem e oposição no cheque. 4. ed. São Paulo: Universitária de Direito, 2002.

ALPA, Guido. Princípios gerais e direito dos contratos. Um inventário de dicta e de questões. In: MONTEIRO, António Pinto (Coord.). Contratos: actualidade e evolução: actas do Congresso Internacional organizado pelo Centro Regional do Porto da Universidade Católica Portuguesa de 28 a 30 de novembro de 1991. Porto: Universidade Católica Portuguesa, 1997.

ASCENSÃO, José de Oliveira. Cláusulas gerais e segurança jurídica no Código Civil de 2002. Revista Trimestral de Direito Civil, Rio de Janeiro, v. 7, n. 28, p. 77-92, out./dez. 2006.

______. Direito civil: teoria geral: relações e situações jurídicas. Coimbra: Coimbra, v. 3, 2002.

AZEVEDO, Philadelpho. Registros públicos: Lei nº 4.827, de 7 de fevereiro de 1924: commentário e desenvolvimento. Rio de Janeiro: Almeida Marques, 1929.

BENATTI, Francesco. Possesso di buona fede e acquisto dei frutti. Rivista Diritto Commerciale, v. LVI, n. 9-10, p. 321-, 1958.

BETTI, Emilio. Teoría general de las obligaciones. Traducción y notas de derecho español por José Luis de los Mozos. Madrid: Ed. Revista de Derecho Privado, t. 1, 1969.

______. Teoría general del negocio jurídico. 2. ed. Madrid: Revista de Derecho Privado, 1959.

BEVILAQUA, Clovis. Código civil dos Estados Unidos do Brasil commentado. 4. ed. São Paulo: F. Alves, v. 3, 1933.

______. Código civil dos Estados Unidos do Brasil commentado. 3. ed. São Paulo: F. Alves, v. 4, 1930.

BULGARELLI, Waldírio. Títulos de crédito. 2. ed. rev. e atual. São Paulo: Atlas, 1982.

BUSSADA, Wilson. Nascimento, casamento, óbito, emancipação, interdição, ausência e o registro civil. Catanduva, SP: Irmãos Boso, v. 1, 1963.

CAHALI, Yussef Said. Fraudes contra credores: fraude à execução, ação revocatória falencial, fraude à execução fiscal, fraude à execução penal. 3. ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2002.

CARVALHO SANTOS, João Manuel de. Código civil brasileiro interpretado: direito de família: artigos 180-254. 5. ed. Rio de Janeiro: F. Bastos, v. 4, 1956.

______. Código Civil brasileiro interpretado: direito das coisas: artigos 755-862. 9. ed. Rio de Janeiro: F. Bastos, v. 10, 1959.

______. Código Civil brasileiro interpretado: direito das obrigações: artigos 928-971. 7. ed. Rio de Janeiro: F. Bastos, v. 12, 1958.

CARVALHO, Afrânio de. Princípio de inscrição no registro de imóveis. Revista Forense, Rio de Janeiro, v. 235, n. 817/819, p. 12-24, jul./set. 1971.

______. Registro de imóveis: comentários ao sistema de registro em face da Lei nº 6.015, de 1973, com as alterações da Lei nº 6.216, de 1975. Rio de Janeiro: Forense, 1976.

CARVALHOSA, Modesto. Comentários à Lei de sociedades anônimas: artigos 138 a 205: Lei nº 6.404, de 15 de dezembro de 1976, com as modificações das Leis nº 9.457, de 5 de maio de 1997, 10.303, de 31 de outubro de 2001, e 11.638, de 28 de dezembro de 2007. 4. ed. rev. e atual. São Paulo: Saraiva, v. 3, 2009.

CASTRESANA, Amelia. Fides, bona fides: un concepto para la creación del derecho. Madrid: Tecnos, 1991.

COLTRO, Antonio Carlos Mathias; TEIXEIRA, Sálvio de Figueiredo Teixeira; MAFRA, Tereza Cristina Monteiro. Comentários ao novo Código Civil: do direito pessoal: artigos 1.511 a 1.590. 2. ed. Rio de Janeiro: Forense, v. 17, 2005.

COMPARATO, Fábio Konder. Aparência de representação: insustentabilidade de uma teoria. Revista de Direito Mercantil: industrial, econômico e financeiro, São Paulo, v. 36, n. 111, p. 39-44, jul./set. 1998.

COUTO E SILVA, Clóvis Verissimo do. A obrigação como processo. São Paulo: J. Bushatsky, 1976.

DINAMARCO, Cândido Rangel. A reforma do Código de Processo Civil: Leis nºs 8.455, de 24.08.1992; 8.637, de 31.03.1993; 8.710, de 24.09.1993; 8.718, de 14.10.1993; 8.898, de 29.06.14994; 8.950, de 13.12.1994; 8.951, de 13.12.1994; 8.952, de 13.12.1994, e 8.953, de 13.12.1994. São Paulo: Malheiros, 1995.

ESPINOLA, Eduardo. A família no direito civil brasileiro: casamento, relações entre os cônjuges, desquite, filiação e parentesco, regime de bens, tutela e curatela. Campinas: Bookseller, 2001.

______. Dos contratos nominados no direito civil brasileiro. 2. ed. Rio de Janeiro: Conquista, 1956.

FACHIN, Luiz Edson; RUZYK, Carlos Eduardo Pianovski. Código Civil comentado: direito de família, casamento: artigos 1.511 a 1.590. Coordenação Álvaro Villaça Azevedo. São Paulo: Atlas, v. 15, 2003.

FRADA, Manuel António de Castro Portugal Carneiro da. Teoria da confiança e responsabilidade civil. Coimbra: Almedina, 2007.

FRITZ, Karina Nunes. Boa-fé objetiva na fase pré-contratual: a responsabilidade pré-contratual por ruptura das negociações. Curitiba: Juruá, 2008.

GIAMPICCOLO, Giorgio. La buena fede in senso soggettivo nel sistema del diritto privato. Rivista del Diritto Commerciale e del Diritto Generale delle Obbligazioni, Padova, v. 63, n. 9/10, p. 335-358, sett./ott. 1965.

GÓMEZ-ACEBO, F. La buena y la mala fe. Revista de Derecho Privado, Madrid, n. 36, p. 109, 1952.

HUNGRIA, Nelson. O conceito de fé pública. Revista Forense, Rio de Janeiro, v. 55, n. 176, p. 18-21, mar./abr. 1958.

LAMY FILHO, Alfredo; PEDREIRA, José Luiz Bulhões. A Lei das S.A.: pareceres. 2. ed. Rio de Janeiro: Renovar, v. 2, 1996. parte 3.

LARENZ, Karl. Derecho justo: fundamentos de ética jurídica. Madri: Civitas, 2001.

LOVATO, Luiz Gustavo. Fraude à execução. In: TESHEINER, José Maria Rosa; MILHORANZA, Mariângela Guerreiro; PORTO, Sérgio Gilberto (Coord.). Instrumentos de coerção e outros temas de direito processual civil: estudos em homenagem aos 25 anos de docência do Professor Dr. Araken de Assis. Rio de Janeiro: Forense, 2007.

MACHADO, Hugo de Brito. Comentários ao Código Tributário Nacional: artigos 139 a 218. São Paulo: Atlas, v. 3, 2005.

MADALENO, Rolf. Repensando o direito de família. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2007.

MAFFINI, Rafael da Cás. Princípio da proteção substancial da confiança no direito administrativo brasileiro. Porto Alegre: Verbo Jurídico, 2006.

MAMEDE, Gladston. Títulos de crédito: de acordo com o novo Código Civil – Lei nº 10.406, de 10 de janeiro de 2002. São Paulo: Atlas, 2003.

MARTINS-COSTA, Judith Hofmeister. A boa-fé no direito privado: sistema e tópica no processo obrigacional. São Paulo: Revista dos Tribunais, 1999.

______. Comentários ao novo Código Civil: do direito das obrigações, do adimplemento e da extinção das obrigações: artigos 304 a 388. Coordenador Sálvio de Figueiredo Teixeira. 2. ed. Rio de Janeiro: Forense, t. 1, v. 5, 2005.

MELLO, Henrique Ferraz de. O princípio da convalescença registral e a boa-fé. Revista de Direito Imobiliário, São Paulo, v. 25, n. 53, p. 35-59, jul./dez. 2002.

MELLO, Marcos Bernardes de. Teoria do fato jurídico: plano de validade. 6. ed. São Paulo: Saraiva, 2004.

MELO, Diogo Leonardo Machado de. Artigo 615-A do CPC e a fraude à execução em alienação imobiliária: mais um motivo para proteção ao terceiro de boa-fé? In: BUENO, Cassio Scarpinella; WAMBIER, Teresa Arruda Alvim (Coord.). Aspectos polêmicos da nova execução. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2008.

MENEZES CORDEIRO, António. Da boa-fé no direito civil. Coimbra: Almedina, v. 1, 1984.

______. Direito das obrigações. Lisboa: Associação Académica da Faculdade de Direito de Lisboa, v. 1, 2001.

MOTA, Mauricio Jorge Pereira. A teoria da aparência jurídica. In: TEPEDINO, Gustavo; FACHIN, Luiz Edson (Coord.). O direito e o tempo: embates jurídicos e utopias contemporâneas: estudos em homenagem ao Professor Ricardo Pereira Lira. Rio de Janeiro: Renovar, 2008.

NALIN, Paulo. A boa-fé como elemento de existência do negócio jurídico. In: DELGADO, Mário Luiz; ALVES, Jones Figueiredo (Coord.). Questões controvertidas: novo Código Civil: parte geral do Código Civil. São Paulo: Método, 2007.

NEGREIROS, Teresa. Fundamentos para uma interpretação constitucional do princípio da boa-fé. Rio de Janeiro: Renovar, 1998.

______. Teoria do contrato: novos paradigmas. Rio de Janeiro: Renovar, 2002.

NERY JUNIOR, Nelson. Vícios do ato jurídico e reserva mental. São Paulo: Revista dos Tribunais, 1983.

NERY, Rosa Maria B. de Andrade. Vínculo obrigacional: relação jurídica de razão. 2004. Tese de livre-docência pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Faculdade de Direito, São Paulo, 2004.

NEVES, José Roberto de Castro. Coação e fraude contra credores no Código Civil de 2002 (artigos 151 a 155 e 158 a 165). In: TEPEDINO, Gustavo (Coord.). A parte geral do novo Código Civil: estudos na perspectiva civil-constitucional. 3. ed. rev. Rio de Janeiro: Renovar, 2007.

NORONHA, Fernando. O direito dos contratos e seus princípios fundamentais: autonomia privada, boa-fé, justiça contratual. São Paulo: Saraiva, 1994.

PEREIRA, Lafayette Rodrigues. Direito das coisas: adaptação ao Código Civil. 6. ed. São Paulo: Freitas Bastos, 1956.

PEREIRA, Regis Fichtner. A responsabilidade civil pré-contratual: teoria geral e responsabilidade pela ruptura das negociações contratuais. Rio de Janeiro: Renovar, 2001.

PEREIRA, Sérgio Gischkow. Direito de família: aspectos do casamento, sua eficácia, separação, divórcio, parentesco, filiação, regime de bens, alimentos, bem de família, união estável, tutela e curatela. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2007.

PONTES DE MIRANDA, Francisco Cavalcanti. Tratado de direito privado: parte geral. 2. ed. Rio de Janeiro: Borsoi, t. 3, 1954.

______. Tratado de direito privado: parte especial. 2. ed. Rio de Janeiro: Borsoi, t. 7, 1956.

______. Tratado de direito privado: parte especial. 2. ed. Rio de Janeiro: Borsoi, t. 8, 1956.

______. Tratado de direito privado: parte especial. 2. ed. Rio de Janeiro: Borsoi, t. 10, 1956.

______. Tratado de direito privado: parte especial. 2. ed. Rio de Janeiro: Borsoi, t. 11, 1956.

RIBEIRO, Benedito Silvério. Tratado de usucapião. 3. ed. adaptada ao Estatuto da Cidade e ao novo Código Civil. São Paulo: Saraiva, v. 2, 2003.

RIZZARDO, Arnaldo. Teoria da aparência. Revista da AJURIS, Porto Alegre, v. 9, n. 24, p. 222-231, mar. 1982.

RODRIGUES, Silvio. Direito civil: dos contratos e das declarações unilaterais da vontade. 30. ed. atual. de acordo com o novo Código Civil – Lei nº 10.406, de 10.01.2002. São Paulo: Saraiva, v. 3, 2004.

SERPA LOPES, Miguel Maria de. Curso de direito civil: direito das coisas: princípios gerais, posse, domínio e propriedade imóvel. 2. ed. Rio de Janeiro: Freitas Bastos, v. 6, 1962.

STF, RE 81.105/SP, 2ª T., Rel. Min. Cordeiro Guerra, voto vencido Min. Moreira Alves, ac. de 05.09.1978, DJ 08.08.1975.

STJ, AgRg-Ag 28.633/RJ, 4ª T., Rel. Min. Sálvio de Figueiredo Teixeira, ac. de 21.09.1993, DJ 29.11.1993.

STJ, AgRg-REsp 981.484/RS, 2ª T., Rel. Min. Humberto Martins, ac. de 07.02.2008, DJ 20.02.2008.

STJ, REsp 1.112.143/RJ, 4ª T., Rel. Min. Fernando Gonçalves, ac. de 20.10.2009, DJ 09.11.2009.

STJ, REsp 10.041/PR, 3ª T., Rel. Min. Dias Trindade, ac. de 21.05.1991, DJ 17.06.1991.

STJ, REsp 101.571/MG, 4ª T., Rel. Min. Ruy Rosado de Aguiar Júnior, ac. 14.05.2002, DJ 05.08.2002.

STJ, REsp 12.592/SP, 4ª T., Rel. Min. Sálvio de Figueiredo Teixeira, ac. de 23.03.1993, DJ 26.04.1993.

STJ, REsp 158.097/RJ, 3ª T., Rel. Min. Waldemar Zveiter, ac. 01.12.1998, DJ 15.03.1999.

STJ, REsp 171.204/GO, 4ª T., Rel. Min. Aldir Passarinho Júnior, ac. de 26.06.2003, DJ 01.03.2004.

STJ, REsp 171.421/SP, 4ª T., Rel. Min. Cesar Asfor Rocha, ac. de 06.10.1998.

STJ, REsp 2.584/ES, 4ª T., Rel. Min. Sálvio de Figueiredo Teixeira, ac. de 17.12.1991, DJ 24.02.1992.

STJ, REsp 23.513/RJ, 1ª T., Rel. Min. Humberto Gomes de Barros, ac. de 20.10.1993, DJ 08.11.1993.

STJ, REsp 557.358/MG, 4ª T., Rel. Min. Aldir Passarinho Junior, ac. de 18.03.2004, DJ 10.05.2004.

STJ, REsp 591.917/GO, 3ª T., Relª Min. Nancy Andrighi, ac. de 16.12.2004, DJ 01.02.2005.

STJ, REsp 9.077/RS, 4ª T., Rel. Min. Sálvio de Figueiredo Teixeira, ac. de 25.02.1992, DJ 30.03.1992.

STJ, RMS 1.496/SP, 5ª T., Rel. Min. Edson Vidigal, ac. de 22.04.1992, DJ 18.05.1992.

STOFFEL-MUNCK, Philippe. L’abus dans le contrat: essai d’une théorie. Paris: LGDJ, 2000.

TEPEDINO, Gustavo; SCHREIBER, Anderson. Código Civil comentado: direito das obrigações: artigos 233 a 420. Coordenação Álvaro Villaça Azevedo. São Paulo: Atlas, v. 4, 2008.

THEODORO JÚNIOR, Humberto. A posse: notas de aulas. Vitória: Escola da Magistratura do ES, 1986.

______. Ação rescisória. In: FÉRES, Marcelo Andrade; CARVALHO, Paulo Gustavo M. (Coord.). Processo nos tribunais superiores: de acordo com a Emenda Constitucional nº 45/2004. São Paulo: Saraiva, 2006.

______. Comentários ao novo Código Civil: dos defeitos do negócio jurídico ao final do livro 3: artigos 138 a 184. Coordenador Sálvio de Figueiredo Teixeira. 4. ed. Rio de Janeiro: Forense, t. 1, v. 3, 2008.

TJRS, AC 70011424942, 7ª C.Cív., Rel. Des. Sérgio Fernando de Vasconcellos Chaves, ac. de 22.06.2005, DJ 29.06.2005.

VENOSA, Sílvio de Salvo. Código Civil comentado: direito das coisas, posse, direitos reais, propriedade: artigos 1.119 a 1.368. Coordenador Álvaro Villaça Azevedo. São Paulo: Atlas, v. 12, 2003.

WESCHENFELDER, Julio César. A penhora, o registro de imóveis e o terceiro de boa-fé. Boletim IRIB em Revista, São Paulo, n. 302, p. 14-22, jul. 2002.

Downloads

Publicado

2012-06-29

Como Citar

AGUIAR JÚNIOR, R. R. de. PROTEÇÃO DA BOA-FÉ SUBJETIVA. Revista da AJURIS - QUALIS A2, [S. l.], v. 39, n. 126, p. 187–234, 2012. Disponível em: http://revistadaajuris.ajuris.org.br/index.php/REVAJURIS/article/view/781. Acesso em: 14 jul. 2024.

Edição

Seção

DOUTRINA NACIONAL
Loading...